Fabinho Gouveia participa da manifestação na Guarda

Gilson Tita Garcia, Marcos Kito Gungel (pres. ASPG), Fabio Gouveia e Carlos Kxot. Foto Plínio Bordin

Gilson Tita Garcia, Marcos Kito Gungel (pres. ASPG), Fabio Gouveia e Carlos Kxot. Foto Plínio Bordin

O surfista Fabinho “Fabuloso” Gouveia veio especialmente de sua casa, em Florianópolis, na tarde deste sábado, 18, para dar sua solidariedade à manifestação que pede que o soldado que matou o Ricardinho seja expulso da corporação. Ao som da música “Chega”, Fabuloso se juntou aos  cerca de mais duzentas pessoas para pedir justiça pela morte do surfista.

“O Ricardinho era muito querido na nossa família. E ele tinha uma amizade muito legal com os meus filhos, especialmente com a minha filha caçula, a Ilana, no que concordou sua esposa Elka, por isso fizemos questão de participar da manifestação”, disse Fabuloso.

Manifestação reuniu cerca de 200 pessoas - foto Plínio Bordin

Manifestação reuniu cerca de 200 pessoas – foto Plínio Bordin

Além dele, amigos e familiares do surfista, atingido com dois tiros do policial Luis Paulo Mota Brentano, pediram que o soldado seja expulso da Polícia Militar. O protesto foi articulado após a Justiça de Santa Catarina autorizar que o soldado realizasse trabalhos internos no Batalhão, mesmo o comandante da corporação não aceitando o que foi deferido pela justiça.

 

1 Comment

  1. Ė lastimável o que aconteceu com Ricardinho a sociedade não pode deixar que este crime fique empune temos que nos unir como cidadãos de bem a fazer nossas vozes serem ouvidas

    Reply

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze − 2 =

7 + 2 =