Tainá é Brasil no “Rancho” do Slater

Carlos Kxot, pai e técnico, Tainá e sua mãe Janete, momentos antes da viagem para Califórnia. Foto Kito

A jovem promessa do surf brasileiro, local da Guarda do Embaú (nona Reserva Mundial de Surf e a primeira do Brasil) Tainá Hinckel Santos, que completará este mês 15 anos,  já está na Califórnia (USA) treinando para o evento inédito por equipes da World Surf League no Surf Ranch, piscina das ondas idealizadas pelo onze vezes campeão do mundo Kelly Slater.

Ela irá representar nosso país no primeiro WSL Founders´Cup of Surfing, que acontece nos dias 5 e 6 deste mês, juntamente com Adriano “Mineiro” de Souza, campeão mundial 2015 e Embaixador da Reserva Mundial de Surf brasileira; Gabriel Medina, campeão mundial 2014, e os tops Felipe Toledo e Silvana Lima.

Segundo Tainá, o primeiro dia de treino ontem, primeiro de maio, Dia do Trabalhador,  foi incrível. “É uma onda muito boa e diferente. No começo apanhei um pouco porque a onda é muito rápida. Tem que ser pra frente. Mas foi muito legal, depois que me acostumei já consegui pegar tubo e tudo mais”, relata ela entusiasmada.

A competição terá transmissão ao vivo pela Internet no site da WSL contará com cinco times formados por três homens e duas mulheres, do Brasil, Estados Unidos, Austrália, Europa e Mundo com surfistas de outros continentes. Cada surfista poderá pegar duas ondas para a esquerda e duas para a direita e as equipes têm um capitão. O da seleção brasileira será Gabriel Medina.

Após a competição no “Surf Ranch” Tainá volta ao Brasil para participar das triagens da categoria Feminina no Oi Rio Pro 2018, com janela de espera de 11 a 20 de maio.