Guarda volta ao cenário nacional com a realização do Surf Talentos Oceano

Centro técnico tem excelente estrutura

Após um longo período sem receber competições de destaque nacional, a Guarda do Embaú, recém eleita a nona Reserva Mundial de Surf – a primeira do Brasil, recebe, nos dias 8 e 9 de abril, a segunda etapa do Surf Talentos Oceano  2017, circuito catarinense que atrai as promessas do cenário nacional até 18 anos.

O evento faz parte das comemorações do mês de aniversário de Palhoça e, além de satisfazer aqueles que gostam de competição, proporcionará momentos de interação com o público nas ações de sustentabilidade ambiental, entretenimento e homenagens ao surfista Ricardo dos Santos.

Frederico Leite, ex-presidente da Fecasurf e o promotor do evento disse que esta etapa já começa a desenhar o ranking do Surf Talentos Oceano. “Serão quatro etapas e haverá uma premiação aos campeões das oito categorias em disputa no final. Portanto, a expectativa para a segunda etapa é a melhor possível, pois a gente vai fazer o evento numa praia paradisíaca do nosso Estado e a ASPG, que está fazendo 30 anos em julho, merece um evento desta magnitude”.

Leite ressaltou que o momento também vai ser de homenagem ao surfista local Ricardo dos Santos, que foi um dos nossos grandes atletas. “Ele foi campeão em todas as categorias de base e nada melhor do que fazer a segunda etapa do Surf Talentos na Guarda para homenagear a ele e à própria praia, que é uma Reserva Mundial do Surf”, afirmou.

Para o presidente da Associação de Surf e Preservação da Guarda do Embaú (ASPG), Nodin Varela, “o esforço está sendo válido, pois a iniciativa foi compreendida pelo município, que colocou o evento no calendário das festas do mês de aniversário de Palhoça, e pela comunidade, que está apoiando. Além disso, temos vários competidores nesta faixa etária que precisam ter esta sensação de competir em casa em grandes eventos, uma forma de valorizar o local onde treinam e aprenderam a surfar.”

A nova geração de atletas da Guarda do Embaú, entre eles, Swell Henrique, Tainá Hinckel Santos (que mudou a data do vôo da sua próxima surftrip internacional para competir em casa), Rafaela Coelho, Lanai Henrique, Otávio Marques e Martin Bianchi querem garantir sua participação trazendo bons resultados.

Otávio, por exemplo, com apenas 12 anos e um de competição,  já conseguiu um primeiro lugar local e um quinto na primeira etapa do Surf Talentos Oceano. “Quero correr na Iniciantes e na Mirim, para isso estou treinando bastante, mas estou muito ansioso pela expectativa de querer ser campeão em casa”, explicou.

As inscrições já estão abertas nas categorias: petiz (até 10 anos), infantil (sub-12), iniciantes (sub-14), mirim (sub-16) e júnior (sub-18), no masculino, e infantil (até 12 anos), iniciantes (sub-14) e júnior (sub-18), no feminino. O valor para cada participante varia de R$ 80 a R$ 100, de acordo com a categoria escolhida.

Para participar é necessário acessar o site da Fecasurf (www.fecasurf.com.br) e preencher o formulário disponível, enviar por e-mail fecasurf@fecasurf.com.br e seguir os passos para depósito. O número de vagas é limitado por categoria e a confirmação de presença é feita apenas após a comprovação do pagamento.

O Surf Talentos Oceano 2017 é apresentado por Mini Kalzone e tem o patrocínio Lonelines, Mormaii, Ciawax e Dragon. O copatrocínio é da Prefeitura de Palhoça, Supermercado Santos e restaurante Guardião da Guarda. A homologação é da Fecasurf e tem a chancela da ASPG. O apoio é da EmbauSurf Acomodações, Dudu Massas, Pousada Morada Flor da Terra, Pousada Anjo da Guarda, Pousada Xaxá, Pousada Stolze e Trilha do Açaí. Divulgação: De Olho no Mar, Nas Ondas com Banana, Solto, Waves e Drop.

Comunidade conhece protocolo de monitoramento das baleias

Dra. Karina do Projeto Baleia Franca

Cerca de 50 pessoas participaram das palestras “ConVivendo com as baleias” realizadas ontem, 23, no Salão Paroquial da Guarda do Embau. Evento este que foi idealizado a partir do encalhe de uma baleia bryde na Prainha e que trouxe muitas dúvidas sobre estes cetáceos gigantes que visitam a Área de Proteção da Baleia Franca, principalmente na orla do Sul de Palhoça.

Mas o encontro começou com a fala do jornalista e coordenador do Comitê Gestor Local da Reserva Mundial de Surf (RMS), Marcos Aurélio Gungel (Kito), já que as baleias também estão inseridas no polígono da Reserva (Prainha e Guarda do Embaú). Kito disse que “a comunidade da Guarda aproveitou bem a oportunidade ao inscrever a praia no Programa Reservas Mundiais de Surf obtendo êxito na sua aprovação, mas agora tem o desafio de implementar um plano master de gestão para esta zona costeira”.

O Dr. Leonardo Wedekin, coordenador técnico do projeto de monitoramento de cetáceos da Bacia de Santos explicou que “o Basil tem 50% das espécies que são entre 70 e 90 tipos no mundo e que algumas são migratórias, como a baleia franca, e outras são locais, como a bryde, que fica no litoral Sul e Sudeste do país”.

A diretora de pesquisa do Projeto Baleia Franca, Dra. Karina Groch, salientou que as baleias francas são muito dóceis, por isso fácil de serem abatidas, pois elas são muito cobiçadas por causa da sua gordura, mas que aqui no Brasil são protegidas desde 1986. “Apesar da lei que as proteje, a baleia franca ainda está entre aqueles bichos em extinção, portanto, carece de muita atenção, e este é o trabalho da nossa equipe: identificar, ordenar, prevenir e monitorar”, destacou.

Luciana Moreira, analista ambiental do Instituto Chico Mendes enfatizou que a Apa da Baleia Franca nasceu para proteger o cetáceo e por isso foi criado um protocolo de monitoramento que começou em 2004, a partir de um encalhe em Imbituba, quando várias eram as alternativas, mas ainda sem um protocolo que definisse os passos para o resgate.

Por último, o professor Dr. Pedro de Castilho, da Universidade de Santa Catarina (Udesc), especialista em monitoramente, disse que nem sempre é facil identificar a causa da morte  e que o monitoramente é feito diariamente de carro, quadriciclo, a pé ou de bicicleta, num persurso de 1.121 km de costa, “Quanto antes tivermos acesso ao animal, melhor a resposta para saber a causa”, destacou.

No caso do avistamento ou encalhe de baleia existe o número 0800 642-3341 que deverá ser acionado.

 

 

Encontro com prefeito define calendário para o surf na Guarda

Encontro na manhã da última segunda-feira, 20, no gabinete do prefeito de Palhoça, Camilo Martins, não só selou os últimos detalhes para a realização da 2ª etapa do Oceano Surf Talentos 2017, nos dias 08 e 09 de Abril, na Guarda do Embaú, como também serviu para fortalecer a parceria entre a Associação de Surf (ASPG) e o Poder Executivo para futuros eventos locais. Na oportunidade foi apresentado um calendário de competições de surf para 2017.

Além do Oceano Surf Talentos, que traz para Palhoça os melhores atletas até 18 anos do Sul do Brasil, a ASPG pretende realizar no segundo semestre um circuito local com três etapas; uma competição para estudantes incluindo os universitários e um evento da  categoria Master, em parceria com Frederico Leite, ex-presidente da Fecasurf e hoje, promotor de eventos.

Tanto o prefeito Camilo quanto o vice, Amaro Mattos, mostraram interesse em manter estes eventos no calendário do município, fato que vem ao encontro da ASPG.  “Precisamos fortalecer nosso calendário para fomentar a base, pois temos atletas de enorme potencial que precisam de treino em competições”, disse Nodin, presidente da ASPG.

Outro assunto abordado foi a volta da equipe da ASPG ao circuito estadual , o que foi prontamente estabelecido como uma meta a ser alcançada, já que a ASPG, por estar fora do evento nos últimos anos, precisa passar por uma triagem entre as associações que estão fora do Circuito Interassociações.

Além do prefeito e do vice, participaram da reunião Frederico Leite, promotor de evento; Nodin Silveira, presidente da ASPG, Marcos Aurélio Gungel (Kito), dir. comunicação da ASPG,  e Júnior Secco, diretor da Fundação de Esportes do município.

Ainda na programação do Oceano Surf Talentos acontecerão atividades ambientais e sustentáveis, recreação, homenagem ao saudoso Ricardo dos Santos e show com artista a ser confirmado. Tudo dentro da programação de abril, mês do aniversário de Palhoça.

Baleias e Reserva Mundial de Surf são temas de palestras na Guarda

A praia da Guarda do Embaú, última ao Sul do município de Palhoça, aprovada recentemente como Reserva Mundial de Surf (RMS), recebe na próxima quinta-feira, dia 23, as 19 horas, no Salão Paroquial da comunidade, o evento “ConVivendo com Baleias”, tema que está em destaque pós o encalhe de uma baleia Bryde na Prainha.

Como a Prainha está dentro da Área de Proteção da Baleia Franca e é de difícil acesso os técnicos decidiram deixar a baleia Bryde no local até sua desintegração pela natureza. O fato gerou muitas dúvidas e também suposições como por exemplo de que atrairia tubarão e de que os banhistas e surfistas estariam sujeitos a doenças.

Diante disso, membros do Comitê Gestor Local da Reserva Mundial de Surf  e da comunidade intermediaram e retiraram as carcaças ainda existentes que  foram enviadas para Laguna, no laboratório da Udesc, para desinfecção e futura exposição ao público.

Assim nasceu o “Convivendo com Baleias” que terá como temas a “Reserva Mundial de Surf: oportunidades e desafios para conservação da zona costeira”, com o jornalista, diretor de Comunicação da ASPG e coordenador do Comitê Gestor Local da RMS, Marcos Aurélio Gungel, o Kito; “Ecologia das grandes baleias da Costa de Santa Catarina”, com Dr. Leonardo Wedekin, da Sócio Ambiental Consultores Associados; “Projeto Baleia Franca: 35 anos de pesquisa e conservação”, com a Dra. Karina Rejane Groch, diretora de pesquisa do Projeto Baleia Franca; “Protocolo de Encalhe e Enredamentos da APA da Baleia Franca”, com Luciana de Paula Moreira, analista ambiental do Instituto Chico Mendes (ICMBio) e por último “Programa de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos”, com Dr. Pedro de Castilho, professor da Univesidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

Segundo os organizadores do evento em sua página no facebook  (https://www.facebook.com/sosriodamadre/photos/gm.429704260710499/825924200892182/?type=3&theater) “esta é uma boa oportunidade para sabermos um pouco mais sobre esses gigantes que habitam nossa zona costeira”.

O evento tem a chancela da Reserva Mundial de Surf (RMS), do Instituto Tabuleiro, da Associação Comunitária da Guarda, do Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, do Movimento SOS Rio da Madre e da Associação de Surf e Preservação da Guarda do Embaú (ASPG).

Serviço:

Onde: Salão Paroquial da Guarda do Embaú

Quando: 23/03/2017

Horário: 19 horas

Inscrições: Gratuitas