Guarda do Embaú participa da despoluição do planeta

A 9ª. Reserva Mundial de Surf (RMS) Guarda do Embaú estará mais uma vez, com o apoio das associações locais, se unindo, no próximo sábado, 15, no Dia Mundial de Limpeza, as mais de 300 cidades brasileiras e aos 150 países para uma faxina geral no planeta. Além do mutirão, haverá sorteio de brindes, atividades e apresentação dos músicos locais.

Junte-se a nós!

O movimento internacional que promove esta campanha de limpeza intitulada ‘World Clean Up Day’ ou ‘Dia Mundial da Limpeza’ está mobilizando milhares de voluntários para o evento deste ano. Promovido por diversas instituições que atuam na área de conservação marinha, educação ambiental e políticas públicas, esta é a maior ação global para despoluição do planeta. Durante a mobilização para o Dia Mundial da Limpeza 2018 (DML), milhares de pessoas em várias partes do mundo vão às praias, rios, praças, parques e trilhas para coletar o ‘lixo’ que é deixado nestes locais.

Ao longo do tempo as ações da campanha vêm possibilitando mudanças de atitudes e comportamentos em nível local e global. A ação é uma ideia simples, onde voluntários atuam na limpeza de vários locais em sua comunidade, transformando o ambiente em um espaço mais agradável e saudável para viver.
As ações são coordenadas por grupos autônomos, comunitários, ambientalistas, colégios, escolas, bandeirantes, governos, empresas, ONGs e indivíduos que se dedicam para a melhoria do meio ambiente. As atividades do DML vão desde a coleta do ‘lixo’ até campanhas educativas, exibições fotográficas, plantio de árvores e criação de centros de reciclagem.

Segundo o presidente do Comitê Executivo da RMS Guarda do Embaú, Marcos Aurélio Gungel (Kito), “esta ação global precisa começar localmente, e este será o nosso papel. Neste ano estaremos em sintonia com a Ong Ecosurf Santa Catarina, que estará agregando os municípios de Palhoça, Garopaba, Imbituba e Laguna”.

 

Serviço:

O quê: Dia Mundial de Limpeza

Quando: 15 (sábado) de setembro de 2018

Horário: 14 horas (formação dos grupos para coleta do lixo)

18 horas (apresentações musicais)

Local: centrinho da Guarda

Observação importante: Se possível, leve seu próprio material (luva, calçado fechado e água).

EM CASO DE CHUVA O EVENTO SERÁ TRANSFERIDO.

 

Realização: 9ª. Reserva Mundial de Surf (RMS), Associação Comunitária (ACG) e Associação Comercial e Empresarial (ACEGE).

Patrocínio: Prefeitura Municipal de Palhoça, Vida Marinha e De Olho no Mar (Raposão).

Parceiros: Associação de Surf e Preservação da Guarda do Embaú (ASPG), Associação dos Pescadores, Associação dos Canoeiros, Associação dos Barraqueiros, Associação Cultural Ed Bol, Clube de Mães, Escola Municipal Profa. Olga Cerino, Fundação Municipal do Meio Ambiente (Fcam), Movimento SOS Rio da Madre, Pró-Crep, Ecoeficiência, Silva Materiais de Construção, Shopping Cópias, Jr Abreu Engenharia, Radiadores Iahn, Santos Supermercados, Embausurf Club, Guarda Gosto Restaurante, Unika Cervejaria, Imagine Viagens, Ecosurf, Monitoramento Mirim Costeiro, Rádio Comunitária Pinheira, ICMBio (MMA), Embausurf Acomodações, Preserve, Guarda Big Bamboo, Lorena Bettio Arte Gráfica e Conseg Elevadores

Tainá é Brasil no “Rancho” do Slater

Carlos Kxot, pai e técnico, Tainá e sua mãe Janete, momentos antes da viagem para Califórnia. Foto Kito

A jovem promessa do surf brasileiro, local da Guarda do Embaú (nona Reserva Mundial de Surf e a primeira do Brasil) Tainá Hinckel Santos, que completará este mês 15 anos,  já está na Califórnia (USA) treinando para o evento inédito por equipes da World Surf League no Surf Ranch, piscina das ondas idealizadas pelo onze vezes campeão do mundo Kelly Slater.

Ela irá representar nosso país no primeiro WSL Founders´Cup of Surfing, que acontece nos dias 5 e 6 deste mês, juntamente com Adriano “Mineiro” de Souza, campeão mundial 2015 e Embaixador da Reserva Mundial de Surf brasileira; Gabriel Medina, campeão mundial 2014, e os tops Felipe Toledo e Silvana Lima.

Segundo Tainá, o primeiro dia de treino ontem, primeiro de maio, Dia do Trabalhador,  foi incrível. “É uma onda muito boa e diferente. No começo apanhei um pouco porque a onda é muito rápida. Tem que ser pra frente. Mas foi muito legal, depois que me acostumei já consegui pegar tubo e tudo mais”, relata ela entusiasmada.

A competição terá transmissão ao vivo pela Internet no site da WSL contará com cinco times formados por três homens e duas mulheres, do Brasil, Estados Unidos, Austrália, Europa e Mundo com surfistas de outros continentes. Cada surfista poderá pegar duas ondas para a esquerda e duas para a direita e as equipes têm um capitão. O da seleção brasileira será Gabriel Medina.

Após a competição no “Surf Ranch” Tainá volta ao Brasil para participar das triagens da categoria Feminina no Oi Rio Pro 2018, com janela de espera de 11 a 20 de maio.

 

Dia Mundial da Água é lembrado na Guarda do Embaú

Organizações sociais da Guarda lutam pela saúde do Rio da Madre – foto Plínio Bordin

Representantes da Reserva Mundial de Surf (RMS), do Movimento SOS Rio da Madre, do Instituto Atletas da Natureza e das associações dos Pescadores, dos Surfistas e dos Canoeiros foram para a beira do Rio da Madre, nesta manhã, dia 22, na Guarda do Embaú, divisa entre Palhoça e Paulo Lopes, em Santa Catarina, para reverenciar um dia tão especial: O “Dia Mundial da Água”.

Segundo a placa do Movimento SOS Rio da Madre realizado em 26 de fevereiro de 2011, desde então, são 2.944 dias de espera para o início das obras do saneamento básico, que ainda nem modelo definido tem. Nas últimas análises do órgão estadual, a Fatma, hoje Instituto do Meio Ambiente, o único ponto analisado no rio em frente da vila vem apresentando coliformes fecais acima do normal.

Segundo Marcos Aurélio Gungel, o Kito, presidente do Comitê Executivo da RMS, para obter informações mais aprofundadas sobre a saúde do Rio da Madre a Reserva Mundial de Surf (RMS) da Guarda do Embaú, com o apoio da Save the Waves Coalition (STW) e da empresa catarinense QMC Saneamento, está realizando durante um ano a coleta da água em 10 pontos diferentes para análise.

A comunidade da Guarda do Embaú que luta incasanvelmente por um olhar diferente dos gestores públicos para o lugar  tem no Rio da Madre seu grande diferencial, mas que está correndo sério risco de ficar muito mal de “saúde” se não forem tomadas as providências em seu entorno, como a regeneração da mata ciliar, o saneamento básico da região ribeirinha e o cuidado no trato do cultivo das plantações do arroz, entre outros.

Guarda do Embaú será Tainá e Mineirinho no Founder’s Cup of Surfing

A surfista Tainá Hinckel Santos, nativa da praia, de apenas 14 anos e já com o título de campeã sul americana 2016 Pro Júnior (até 18 anos) e o surfista Adriano “Mineirinho” de Souza, campeão mundial em 2015 e recém escolhido como o Embaixador da Reserva Mundial de Surf (RMS)  Guarda do Embaú, última praia ao Sul de Palhoça (SC), receberam convite da WSL para a competição por equipes Founder’s Cup of Surfing.

Além deles, estarão representando o time do Brasil, Gabriel Medina (capitão), Felipe Toledo e Silvana Lima. O evento especial vai reunir equipes dos Brasil, EUA, Austrália, Europa e resto do mundo no Surf Ranch, nos dias 5 e 6 de maio, em Lemoore, Califórnia (EUA).

Perguntada sobre o convite, Tainá foi enfática: “Nem me fala! Ainda estou sem acreditar que vou lá, com certeza vai ser uma experiência incrível”.

Para o presidente do Comitê Executivo da primeira RMS brasileira, Marcos Aurélio Gungel, o Kito, é sem dúvida um fato para a comunidade comemorar. “Termos dois surfistas com estreita relação com a Guarda do Embaú nesta primeira experiência em competições mundiais por equipe numa piscina, muito nos orgulha. Sem dúvida estaremos torcendo por eles e pela equipe brasileira”, relata Kito.

A entrada para assistir aos principais surfistas do mundo em ação no inédito duelo por equipes custará US$ 99. O passaporte para os dois dias de evento sai  US$ 150. Já a experiência VIP no Ranch custa a bagatela de US$ 500.

Para surfar uma hora na piscina, Kelly e WSL estão cobrando US$ 9.500, além de US$ 300 com taxas de reserva. A sessão de surf acontecerá na segunda-feira, um dia após a Founders’ Cup. O pacote também inclui hospedagem, jantar especial e uma experiência VIP durante todo o fim de semana de evento.

Equipe australiana

Capitã: Stephanie Gilmore (AUS)
Mick Fanning (AUS)
Matt Wilkinson (AUS)
Julian Wilson (AUS)
Tyler Wright (AUS)

Equipe brasileira

Capitão: Gabriel Medina (BRA)
Adriano de Souza (BRA)
Filipe Toledo (BRA)
Silvana Lima (BRA)
Taina Hinckel Santos (BRA)

Equipe europeia

Capitã: Johanne Defay (FRA)
Jeremy Flores (FRA)
Frederico Morais (POR)
Leonardo Fioravanti (ITA)
Frankie Harrer (ALE)

Equipe norte-americana

Capitão: Kelly Slater (EUA)
John John Florence (EUA)
Kolohe Andino (EUA)
Carissa Moore (EUA)
Courtney Conlogue (EUA)

Equipe mundial

Capitão: Jordy Smith (AFR)
Michel Bourez (PLF)
Kanoa Igarashi (JAP)
Paige Hareb (NZL)
Bianca Buitendag (AFR)

Fonte: Waves e Mormaii

 

 

Quanto vale uma onda?

Acadêmicas pesquisadoras Aline e Kátia – foto RMS

Para tentar responder esta complexa pergunta a nona Reserva Mundial de Surf (RMS) Guarda do Embaú começou no dia primeiro deste mês o trabalho de campo da pesquisa denominada “Surfonomics”, que é mais uma ação do planejamento estratégico realizado em julho de 2017 pelo Comitê Gestor Local da RMS.

A pesquisa tem como objetivo estimar o valor econômico que as ondas e o turismo de surf proporcionam para a economia local da Guarda do Embaú. O resultado vai fornecer informações críticas para a tomada de decisões voltadas para a preservação ambiental e o desenvolvimento sustentável da localidade.

Com suporte da Save The Waves Coalition (STW), entidade internacional que criou o programa das Reservas Mundiais de Surf e idealizou a pesquisa, foram agregadas outras duas instituições educacionais do estado para execução do projeto.

A metodologia e a operacionalização estão sob orientação do professor dr. Marcos Bosquetti, da Universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc), que criou o grupo de pesquisa Surf e Sustentabilidade/Surf and Sutainability Research Group (Sands) e pelo professor Marcos Sousa, mestre em Turismo, e representando a  Faculdade Municipal de Palhoça (FMP), cuja instituição está disponibilizando acadêmicos do curso de Gestão em Turismo, que serão os pesquisadores.

Para o presidente do Comitê Executivo Local da RMS, a pesquisa poderá responder, por exemplo, qual o valor estimado da onda da Guarda do Embaú. “Esta etapa do nosso planejamento é muito importante, pois vai nos dizer qual o impacto econômico e social do turismo agregado ao surf na localidade, por isso, a pesquisa se dará em quatro semanas em distintos meses.

O diretor do Programa das Reservas Mundiais de Surf (World Surfing Reserves), Nick Mucha, também mostrou muito entusiasmo ao saber do início do “Surfonomics”. “Esta é uma grande notícia! Estamos muito felizes por saber que vocês completaram o treinamento e a pesquisa ja está em andamento! Nós ficaremos felizes em compartilhar as atualizações através das nossas mídias sociais da STW”, completou o californiano.

Com base no Surfonomics das Reservas de Huanchaco (Perú) e Bahia de Todos Santos (México), a pesquisa está sendo realizada na Guarda nos meses de fevereiro, março, abril e julho e foi dividida em três segmentos: surfistas, escolas de surf e pousadas.